domingo, 26 de outubro de 2008

porta linha e meu desabafo

Desde que me conheço por gente sempre fiz crochê. Na fila do banco, dentro do ônibus, indo para o trabalho. Sempre carreguei uma sacola bem grande, croche, tricô, livros, um batonzinho, etc.

No Shopping da Av. Paulista, tinha um banquinho bem escondidinho no primeiro andar. Após o almoço ficava lá escondidinha e fazia um pouquinho de crochê até completar o horário do almoço.

Se perco o sono e como sou louca por filmes vou pra sala fazer crochê e assistir um DVD, (a programação na TV está péssima), quando não tem nada e estou louca pra assistir alguma coisa é sempre o dia que a Globo diz: (Hoje estaremos fazendo manutenção nos nossos aparelhos, encerraremos nossa programação mais cedo) Não sei se choro ou dou Graças a Deussssssssssssssssss.

Ainda bem que a Zuleika Cinderela sempre desce pra sala comigo e me entretenho com ela resolvendo embaraçar a linha do meu trabalho pela madrugada a dentro. O Balboa também é o companheiro fiel nas madrugadas. Estes dois merecem um capítulo à parte.

Já paguei muito mico, vou citar alguns deles: deixar cair a agulha de crochê dentro do ônibus e todo mundo me ajudar a procurá-la. Caia a agulha dentro da poltrona do ônibus (era um executivo por isso tinha poltrona) levantava o bumbum e não conseguia achá-la. Era um tal de senta... levanta..., as pessoas ficavam olhando e pensavam que eu estava com faniquito (Ana do blog faniquito me perdoe). O rolo de linha sempre caia quando eu cochilava e rolava de banco em banco até chegar ao motorista. Todo mundo ajudava fazê-lo voltar. Era uma farra. Eu já era conhecida como a tiazinha do crochê. Pô, eu nem era tão tiazinha assim...

O pior dos micos: Eu saia de casa sempre atrasada, colocava o lixinho na rua e corria para o ponto do ônibus. Naquele dia, o ônibus estava lotado e fiquei de pé. De repente, comecei a sentir um cheirinho desagradável, que vinha do saquinho que eu segurava ao mesmo tempo que segurava no cano do ônibus (aquele lá do alto). Maravilha. eu joguei meu crochê no cesto de lixo da rua e estava levando o lixinho para o trabalho.

Meus aplausos para quem criou este porta linhas. MUITO OBRIGADA ! Resolvi faze-lo, embora hoje vou utilizá-lo, praticamente dentro de casa.

Vi no blog da Sonia Maria, que viu no da Dina que fez o PAP, que viu no da Arlei, que viu no daVera Lucia, que viu no da ...

DAQUI SE TIRA UMA LIÇÃO:

Gente, hoje meu filho falou:

- Mãe, nunca vi nada igual. Como as crocheteiras são unidas. Não existe no mundo virtual uma comunidade mais unida.

Então pergunto: Porque classificar os trabalhos de brega ou chic? O que está acontecendo? O brega para você pode ser o chic para mim e vice e versa.

Se a toalhinha que você usa no seu fogão a deixa feliz. Faça-a como quizer, com as cores que preferir. Curta-a! Seja feliz ! Deixe seu fogãozinho brilhando e a coloque, admire-a, afinal enquanto você a criava e confeccionava não se ocupava com bobagens.

Se você não gosta de centrinho na mesa, não o utilize. Deixe para quem goste.

O que interessa é o prazer de criar, confeccionar, dividir.

Quem não gosta da cor, do objeto, mantenha-se neutro. Tire proveito apenas do que lhe serve, respeite o trabalho produzido por pessoas de diversas classes sociais, culturas, etc., senão considero preconceito.

Não sei de onde começou a história do brega ou chic no crochê, só sei que está me incomodando e tenho que escrever.

Em boca fechada não entra mosquito... ôpa! não estou falando... só escrevendo...

Basta !



33 comentários:

disse...

Oi, Miriam!
Eu já estava esperando o final do romance. Pensei num casamento entre a agulha e a linha sem o saquinho plástico para atormentá-los. Mas essa de vc levar o lixinho para dentro do ônibus foi demais, hem! rs
Agora temos um porta linha que tb é de linha e o seu ficou bonito demais.
Tenha um ótimo finalzinho de domingo e uma produtiva semana.
Bjs.
Dô.

Joana disse...

KKKKK!
Tua historia do ônibus me lembrou dum caso parecido que aconteceu com meu marido. Ele tem mania de pegar todas as balinhas que oferecem no avião(acho que quer tirar o custo da passagem em balas), e eles oferecem aquelas balas de leite que parecem borracha, grande colaboradoras dos dentistas. Numa dessas um dente que tinha custado os olhos da cara ficou grudado na borrachinha. Ele tirou da boca, melecado de saliva e tentou desgrudar a preciosidade que foi parar no chão. Como o avião estava subindo, o dente foi rolando para o fundo e ele gritou ¨caiu meu dente, ninguem pisa". Como ele não podia se levantar pois era decolagem, o dente foi rolando e o povo informando "passou pela poltrona 10 B, e assim por diante, até que um lá atrás disse ¨chegou aqui, pisei em cima", e ele gritou meio desesperado "não aperta que quebra". Amiga, se tivesse jeito eu apeava, e o pior que foi na saída de Fortaleza, daqui até SPaulo são mais de 2 horas e o assunto dentro do avião não foi outro. Hoje eu dou risada mas no dia, pense na vergonha!!!
Beijos
Joana

Nena disse...

Olá,Míriam!
Ficou lindo seu porta linha.
Acho que vou fazer um para mim também.Tenho a mania de colocar a agulha de croche na orelha...às vezes me distraio e saio pela rua assim...as pessoas ficam me olhando...de repente me lembro que estou como se fosse com uma antena na orelha.Já paguei vários micos.
Quanto aos trabalhos agradarem ou não,isto é escolha de cada um...a gente mostra...quem não agradar não copia,não é mesmo?
Um beijo,Nena

Marli disse...

Olá!Miriam, você me fez rir com esse mico que você passou, eu também ja passei alguns mico.Bjs.

Inez, como no tempo da vovó disse...

Amiga, o que dizer mais de vc que já não tenha dito?
Ah que vc poderia se tornar escritora, pode ter certeza que compraria todos seus livros e ficaria já encomendado na livraria o próximo
Sua sutileza e precisão diz tudo que todos querem expressar.
Tb fico indignada com pessoas que se preocupam mais em criticar, em colocar pra baixo, em atormentar que tirar lição das coisa, que amadurecer com o ensinamento que a vida nos dá...
Fico pasma como pode alguém perder seu tempo e dizer que se diverte em ferir o sentimento do próximo, de ofeder, de querer tirar proveito de alguma situação , do que fazer algo de proveitoso
Será que não sabem que "gosto não se discute" e que "quem ama o feio bonito lhe parece"
Pergunto, se a pessoa acha crochê brega, pq navega em sites de crochê, no mínimo se odeia. Ah! vou entrar em sites de crochê para ter um infarto!! Só pode.
Ai, possuida de um sentimento mesquinho vai ofender quem não tem nada com isso.
Ou então, não se ama, por isso não ama ninguém e pensa... Ah! vou infernizar essa pessoa, não sou feliz, ninguém vai ser.
Por isso amiga, não permito postagens anônimas, pq não falo com fantasmas, falo com gente.
Se uma pessoa bota a cara e me faz uma critica, vou analisar e ver se ela tem lá sua razão. Se achar que tem chego e admito que ela está certa, mas se tenho convicção da minha, respondo.
Penso, logo existo!
Ai amiga, vc falou em distração, sou a rainha!!! kkkkkkkkkk
Já coloquei até fralda de xixi do netin na geladeira. Sorte que assim que fecho, acendo a lâmpada da consciência e volto, pego a fralda e jogo no lixo.
As vezes faço as coisas mecânicamente, já pensando em outras coisas. Maridão reclama rsrsrsrssrsr
Agora, como ando cheinha de coisas pra fazer fico querendo fazer as coisas pra mim e nada de tempo, mas ainda vou fazer uma dessas... ia quebrar um ganhão. A minha linha eu coloco em uma garrafa de refrigerante, cortei ela no meio, coloco o novelo dentro, passo o fio de linha pelo buraco da garrafa e fecho uma na outra com uma pressãozinha
Só assim minha linha fica limpinha e quando é branca então... e não embola
essa bolsinha é muito linda e faz o mesmo efeito
Tv eu não vejo mais
Novela já não tenho mais ânimo de assistir, todos iguais e uma baboseira
Televisão ultimamente tem deseducado mais que instruido
Bom amiga, já te aluguei por demais
rsrsrs
mil bjs
Estou te regando de amor
Inez Barbosa

Eunice Martins disse...

Seu carinho ameniza minha dor,
suas palavras são notas musicais
tocando suavemente meu coração.

Sua presença,
é a luz do sol aquecendo minha alma.
Sua amizade, um presente valioso,
uma planta rara que cultivo com muito carinho

Obrigada, você já faz parte da minha vida
"Amo você "

DESEJO-LHE UMA SEMANA CHEIA
DE MUITAS ALEGRIAS.
BEIJOS COM CARINHO.

Nélia disse...

Olá Miriam!
Lindo o porta linhas!E pelo visto uma peça muito prática, basta ver o muito que já foi feita por essa internete fora.A minha avó andava sempre com a linha no avental, se fosse agora decerto iria adorar o porta linhas.
Li com curiosidade o seu post e penso que o crochet não terá de ser rotulado, será apenas o que a pessoa gostar de fazer, de usar,mais para decoração ou para vestuário conforme a aptidão, ao sabor do momento e da imaginação. O principal é que ao fazer e usar se sinta feliz e realizada.
bom início de semana
bjs
Nélia

Eliana Lima disse...

Oi, Miriam
Clap... Clap... Clap... (se tivesse como, botava 2 mãozinhas rsrsrs)
Vc falou tudo. É realmente "o ó" esse negócio de sair pelos blogs criticando os trabalhos alheios e (pior) agredindo as pessoas!!!
Já tem um ditado que diz que gosto (e mais alguma coisa rsrsrs ) cada um tem o seu, né? Brega é ser mal humorado... mal educado.
E, como diz minha amiga e xará do www.linhaseluar.blogspot.com, chique é ser feliz!!!!
Ah, adorei o porta linha. Eu não crocheto no trânsito porque ando de moto mas, em casa, vivo perdendo agulhas.
E o lixeiro levou seu crochê???? Oh, dó!!! rsrsrs
Boa semana, querida.
bjooo
Eliana

☆Edilene☆ disse...

Menina, me apaixonei pelo seu blog de cara, cai de curiosa por aqui pra ver seu porta linhas e amei sua história, tb carrego meu crochê pra baixo e pra cima,e tb ponho todos atrás da minha agulha, hehehe, pra ter menos problemas, já deixo um crochê no trabalho, já que tenho algum tempo ocioso por lá, aproveito e ponho a agulha pra trabalhar.
Estou levando seu link e deixo um convite para que venha me visitar.
Um grande beijo e muitos crochês!!!
Edilene.

Miva disse...

OI MIRIAN
BOM DOMINGO!!!
ADOREI O SEU PORTA LINHAS E OS PRESENTINHOS DE JOAO, PARABENS!!!
BJS E BOA SEMANINHA
MIVA

Eunice Martins disse...

oi MIriam farteime de rir kuando li que levou o saco do lixo para o ônibus,kkkkkkkkk, kuanto ao resto tem muita razão. o seu porta linhas ficou lindissimo e adorei a cor. beijos.
obs: foi buscar seu croché no lixo amiga?.

Faniquito disse...

Oii Miriam !!!

Vc é uma "figura" muito divertida...tiazinha do crochê...ninguém merece!!! :)

Mas, é claro que todo mundo tem seus micos e até quem sabe King Kongs !!!

Seu porta linha ficou ...show!!!

Seu relato hiper divertido...como vc! :)

Aqui na net não tem nada de diferente da vida real ...tem gente do "bem" e outros que nem
tanto...mas, é assim mesmo!!

Penso que cada um deve fazer aquilo que gosta e que o realiza...seja no croche, ou na própria vida.Partindo sempre do princípio de jamais prejudicar alguém.

Qto aos faniquitos ...todas nós os temos ... as vezes, é claro.Se bem que tem vários tipos deles... o meu é pq eu não sei ficar sem fazer nada...quieta ...eu dô chilique,tenho faniquito na hora.Minhas mãos precisam sempre estar ocupadas... é uma coisa!!! :)

Tenha uma linda semana e não esquece do beijo da sua mana (ih...rimou!!!) :)

Beijinhos ...para as duas

Ana

Sandra disse...

Oi Miriam, em primeiro lugar, fiquei feliz demais por ter visitado meu cantinho, adorei, mto obrigada! Tb quero dizer que concordo em gênero, número e grau com tudo que vc disse. Tb tenho a mania de querer crochetar em todo lugar que vou.Às vezes estou deitada, pronta pra dormir,e começa a vir um monte de idéias sobre o que vou crochetar no outro dia, aí, em vez de contar carneirinhos, conto toalhinhas,tapetes, etc...rs...A vontade que dá às vezes é da gente crochetar o dia todo não é. É mto bom. Realmente é uma comunidade unida e não só virtual, real tb. Tem uma moça que participa da feira de Natal d eminha cidade, a conheci o ano passado. E qdo comecei a falar que tb faço crochê, nossa, o assunto foi longe, até me esqueci da vida falando de crochê. E vc disse uma verdade, enqto se faz crochê, não se ocupa a cabeça com bobagens. E se falarem, deixa pra lá,quem fala não sabe o que é bom.É uma terapia maravilhosa que te faz esquecer de tudo.Se é brega ou chic, realmente cada um sabe o que lhe faz feliz, e se ocrochê nos faz feliz, seremos felizes para o resto da vida...rs...Menina, estou rindo até agora com a história do lixinho,e fico imaginando o novelo correndo pelo ônibus, e o senta e levanta para achar a agulha.Rs...Mto legal. Mil desculpas pelo livro que escrevi. Mas gostei mto do que disse. Tb epsero que volte sempre, pois sera mto bem vinda, e o porta linhas ficou mto fofo!!!!Lindo, parabéns!
Ótimo começo de semana, querida.
Bj.
Sandra

Nilda Biagio disse...

Oloá Miriam
Ótimo texto...divertido e gostoso de ler!!
Quanto a polêmica que surgiu sobre o croche ser brega ou chique,quem gosta usa, quem não gosta não usa...simples assim !!O resto é falta do que fazer!!
Bj e boa semana!!
Nilda

Cauê Santos disse...

Oi Mirian !!

Além de rir muito, eu tive exatamente a mesma dúvida da Eunice ! Oq houve com o crochê que foi pro lixo???

Hehehehe

Bah, tu é mt legal, e como disse em outro comentário, gosto mt de ler as tuas postagens. Até por que eu gosto de CONTEÚDO, e poucas palavras pra mim não dá. Gosto dos detalhes, do entremeio, de sentir motivação e dedicação quando foi escrito.

Por isso discordo que haja um crochê brega. Um chic pode até existir, mas o brega não ! Li essa mesma frase dias atrás e fiquei EXTREMAMENTE incomodado. Passei um fim de semana INTEIRO pensando na força da expressão "crochê brega e chique".

Conversei com a Sônia sobre isso, que acabou me passando um outro ângulo sobre a frase.

De qualquer forma, na minha postagem hoje vou falar sobre isso. Uma vez que mexeu no assunto que já estava quieto em mim..hehehe

Um grande abraço, e o porta linha, tri prático, bonito e legal !

Bjão

Rosangela disse...

Olá Miriam, me diverti agora com seu desabafo como vc diz. Todos aqui em casa dormindo e eu estou sentindo muito calor pra dormir agora e resolvi ligar agora o pc. Estava fazendo crochê numa toalha de rosto que espero teminar amanhã pra postar no blog. E vc me divertiu .
Fiquei feliz com sua visita.
Não se deve encomodar com essa de brega e chic.
Tenha uma linda semana.
Rosângela.

Inez, como no tempo da vovó disse...

Vejam só, ainda diz que te emociono
Assim não duro o tanto que quero, pretendo viver até os 120, tal qual os meus antepassados (kkkkkkkkk nem sei com quantos anos morreram)
Amiga, que alegria ver que até sua irmã tem carinho por mim, é muito bom saber-se amada
Mande um grande beijo para ela e diga que agora cometarei para ela e para vc
Ah que emoção saber que vc me considera uma filhona (só assim mesmo, pq idade temos para sermos irmãs, ai amiga vou fazer 47 daqui a um mes e pouco, precisamente dia 16 de dezembro) Então, que feliz em saber de tanto zelo. Amiga, o mundo anda tão triste, tão cheio de ruindade e terror, que até dá vontade de morar detro do blog
Nele encontrei pessoas boníssimas assim como vc que para mim é muito especial ( acabei de falar de vc a outra amiga, assim vc fica mesmo famosa kkkkkk)
E olha o livro vai ser vc quem vai escrever, sendo assim a tarde de autógrafos vc quem vai marcar rsrsrs
Não sou tudo isso que vc diz, mas uma coisa é certa, os anos me deram uma bagagem de amadurecimento amiga, hj tenho calma, paciência e tolerância para obter as coisas. Coisa que na juventude a gente não faz
Tenho a paciência de deixar que as coisas fluam no tempo de Deus. De nada adianta ter pressa com os resultados. De resolver o que dá pra resolver e deixar nas mãos de Deus o que não dá.
De que adianta a gente ficar nervosa, se descabelar, se o que tem que acontecer vai acontecer. Não pergunto mais o porquê das coisas, me limito a tentar entender pra quê. Se estou passando por aquilo tem que ter um pra quê. Pra me por mais humilde? Para que eu tome uma lição? Para que eu olhe mais para meu lado?
Para que eu pense mais antes de sair falando e recriminando os outros?
Por isso hj tenho me sentido serena, tranquila...
Muita coisa aprendi com minha tia, que aprendeu com meu avô.
Ela dizia quando eu perdia a cabeça com algum fato ruin: Calma! Tranquilidade!!!
Pois é, isso me fez pensar muito e rever minhas atitudes
Tenho ouvido mais as pessoas e quando posso levo uma palavra amiga
Esse mundo precisa muito de carinho amiga, e de tão perversivo, quando vc leva uma palavra de carinho sabe o que acontece?
As pessoas que não estão acostumadas, ficam ressabiadas, se perguntando o que essa mulher está querendo? É, estão desconfiadíssimas.
Mas não ligo, continuo na minha batida, pq tb tenho sorte de Deus colocar no meu caminho pessoas iluminadas como vc, Cauê, Siméia e tantas outras que encontrei aqui, pessoas especiais, atenciosas, carinhosas.
Só isso já é meio caminho andado para minha PAZ
De um grande beijo na sua irmã, e um estalado e especial para vc
da amiga mais que amiga
Inez Barbosa

Nile e Richard disse...

Oi amiga.Gostei da bolsa porta fios.No meu blog de mimos tem um para voce.bjtos.Nile.

Sônia Maria disse...

Olá, Miriam!
Seu porta linhas ficou simplesmente liiiiindo!!!!!! Amei!
Como sempre com o seu toque pessoal e especial.
Vim te responder a pergunta de como fiz para aumentar as carreiras do crochet PSM.
Você quando fez o seu forrinho, aumentou as correntinhas entre as alças, não foi? Eu permaneço como ela por duas ou tres carreiras e depois aumento em elos. Quando vou engatá-los, no caso do suplat, passava 3 alças e deixava uma sem passar. Assim aumento a circunferencia sem aumentar as correntinhas dos intervalos. Estou fazendo uma receitinha do suplat. Logo, logo posto. Ok?
Ri muito da sua história. Pra mim o máximo foi a confusão ao jogar o crochê fora e levar o lixo (risos).
Abraços com carinho da amiga,
Sônia Maria

BEBECROCHE-TRICOT - SANDRA COATTI disse...

Oi,Miriam.
Obrigada pela visita amiga e otimo desabafo,heheheheh
Beijos e uma otima semana.......Sandra Coatti

Inez, como no tempo da vovó disse...

Amiga tem um seloinho em meu blog para vc
mil bjs
Que a Paz de Deus estaja em seu lar
Inez Barbosa

Márcinha França disse...

Oi, Miriam!
É muito enriquecedor, passar por aqui. Sempre com algo a se refletir, incentivar, com uma dose de humor, humanidade.
Acho que todos os crochets são chiques, pois, é o coração laçado em linhas e por isso, não há chochet brega.Um mesmo modelo, mesma espessura e cor de linha, feitos por pessoas diferentes, terão imprensões diferentes, pois, seram as digitais crochetadas da pessoa; digitais do coração.
Portanto, não há crochet brega, pois, tudo o que vem do coração ´só pode tornar coisa boa.
E falando sobre seu porta-linha, que ficou muito lindo! O que houve com o crochet jogado no lixo?Alguém do ônibus percebeu que trazia uma sacola com lixo?
Chorei de risadas.Vou passar no blog da minha amiga Silvana e pedir para ela vir aqui no seu, ler sua postagem, ela vai adorar ler.
Miriam, adorei conhecer vc e seu blog, vc vai me marcar pra sempre.Qdo crescer quero ser parecida com vc!
Bjs menina!Tenha boa smn!
Márcia

shirlei disse...

Bom dia Miriam,
Que lindinha ficou sua bolsa para linhas.
Miriam vc se expressa tão bem,e´um prazer ler seus posts.
Quanto a estes comentários sem pé nem cabeça, o melhor é deixar pra lá,eles vão se sentir mais anônimos do que Já são....
Abraços, Shirlei.

Júlia Graciela disse...

Ehh Miriam me animando sempre!Obrigada pelo carinho!
E me perdôe mais eu ri muito do mico do saquinho de lixo no onibus.E esses seus trabalhos lindo como sempre!

e so mais uma coisinha;crochê é chic, é fashion, brega é quem acha q crochê é brega!

Otima semana!Bj

Ana Paula disse...

kkkkkkkkkkkkkkkk
Me diverti muito com a história do lixo! Ai, amiga! Eu tbm tenho algumas historinhas, mas nenhuma chega aos pés desta sua! Amei teu blog, já te levei pros meus favoritos pra não perder mais!
Beijos!

Dri Viaro disse...

otima semana
bjs

tiane disse...

Olá Miriam, também tenho um apelido por causa dos trabalhos manuais. Veinha.
E isso acontece desde a minha adolescência.
Quando chego com minhas tralhas ouço logo, ...lá vem a veinha...
Sempre achei isso engraçado, a reação dos outros é sempre engraçada. Uns se espantam, outros debocham, outros se maravilham.
O ser humano é assim mesmo.
Achei sua experiência hilária!
E muito legal.
Quanto ao brega e chic.
Talvez essa seja a opnião de pessoas que desconhecem a vastidão desse nosso país ou não conhecem nossa origem tupiniquim.
Já morei em várias cidades e posso te garantir, que muitas vezes eu pensava devido a enorme diferença cultural, que estava em outro lugar do mundo.
Acho que toda forma de expressar arte é mágica pura.
O que parece ser chique hoje, no futuro talvez seja muito "brega".
Creio que brega seja titular o trabalho alheio, de maneira preconceituosa e descabida.
Concordo com você!
Um grande beijo.
Receber a sua visita será sempre uma honra! Muito obrigada pelo carinho!

Bruxinha Arteira disse...

Amei seu desabafo, nem é necessario comentar.
Vc ja disse o suficiente e da maneira mais objetiva e sensata que alguem poderia dizer.

Parabéns.

E fim a essas denominações que não levam a nada e nem edificam ninguem.

Dina disse...

Olá!!! vim agradecer sua visita e te conhecer...Adorei seus comentários, esse então de jogar o croche e ficar com lixo foi demais..hehehe...Sabe que já fiz isso também..não com croche...mas ia sair e peguei o lixo para colocar lá fora...aí esqueci de colocar e levei junto..rsrsrs...que mico.

Seu porta linha ficou muito lindo..


Beijos
Dina

tiane disse...

Olá, Miriam!
Que bolsinha fofa!
Ficou linda, parabéns pela combinação de cores!
Bom final de semana!

lena disse...

Miriam eu também ando com croche em todo lugar, só que ainda não paguei nenhum mico, eu amei o teu desabafo e concordo plenamente contigo.

Visite meu blog (http://lenacrochet.blogspot.com)

Beijos

Izy disse...

Primeiro quero parabeniza-la pelo porta linha: lindo mesmo! e segundo por suas palavras defensoras do croche. Infelizmente nem todos são iguais, mas nós somos e gostamos de uma arte linda, que ao meu ver agrada, deixa linda a minha cozinha, a minha sala, o meu quarto, o meu vestuario... rsrsrsrs e ainda por cima posso presentear quem gosta tambem!!! Quem não gosta fique quieto, quem gosta: aproveite!!! é isso aí, cada um na sua e todos nós viveremos bem não é mesmo linda?

Mas fala sério... rsrsrsrs... a troca de sacolinhas foi o maximo... imagino sua expressão no onibus, quando o cheirinho começou a subir... rsrsrs...

Abçs e Deus te abençoe muito...

Izy

Cirlei Bezerra disse...

Oi Miriam.
Você me fez rir ao ler sobre o mico que passou.Todas nós que amamos crochê ou tricô já passamos por um.
Também sou do tipo que, mesmo no carro fazendo uma viagem (claro que no banco do passageiro rsrs), na sala de espera do médico, esperando minha hora do cabeleireiro e mesmo agora que estou de repouso, pois fraturei uma vértebra, faço o meu crochê deitada. Tricô é mais difícil fazer na cama!
Fiz vários cachecóis, estou acabando de tecer um colete de linha, tudo feito ainda deitada. Logo vou postá-los.
Também, como você, acho que o crochê não tem que ser rotulado de brega ou chic.Usamos o que gostamos e o que tecemos com amor,não é?
Quanto ao seu porta novelos ficou lindo! Já fiz um há algum tempo e penso que você me citou como uma das blogueiras que já postaram.
Amo seu blog e já faz tempo que seu link está no meu.!!!
Beijos no seu coração
Cirlei Bezerra