quarta-feira, 16 de maio de 2012

DESABAFO


ESTOU REVOLTADA e TRISTE. Você que faz tricô ou crochê, vai me entender O PORQUE.

Você leva dias queimando a cachola para criar uma peça, eu disse criar e não copiar uma receita pronta. Depois mais alguns dias para executá-la, não ficou contente, desmancha, faz de novo, desmancha até ficar a seu contento e como sofre se tiver mania de perfeição como eu. 

Depois para colocar no papel tudo o que fez, é um sofrimento, mesmo se escreveu todas as etapas sempre falta alguma coisa - esta é a pior parte. Tira foto, etc etc etc. 

Levou tempo, dinheiro, perdeu uns fios de cabelo, engordou, emagreceu, deixou queimar comida e por aí vai.

Adoro compartilhar minha obra, dividir com quem gosta da arte, sem nenhum egoismo, sequer ostentação. Sinto prazer em dividir. 

Mas tudo tem limite! Se em uma semana recebi 100 pedidos de receita e atendi a todos, posso dizer que recebi 2 ou 3 agradecimentos. É o fim da picada. 

E quando pedem assim: "Me manda a receita do poncho, meu e-mail é..." (O casaco estilo poncho é meu recorde - 385 pedidos atendidos) como se eu tivesse obrigação. Nem um olá, tudo bem ? Não pedem por favor, não  comentam sobre meu trabalho, enfim parece que não significo NADA. 

O que está acontecendo com o ser humano ? 

Nunca vou deixar de mandar as receitas das peças que faço. Algumas não tenho, fiz rapidamente nas horas vagas e não anotei, mas estas são fáceis e podem ser feitas através de fotos, mas de hoje em diante prometo que serei mais seletiva. Atenderei sim, mas aquelas pessoas que souberem me pedir com o mínimo de educação e principalmente respeito ao meu trabalho.

Peço desculpas pelo desabafo, mas algum tempo este assunto estava me incomodando e hoje foi a gota d´água.

Abraços

Miriam Nakutis



  

18 comentários:

cristina vilela disse...

O que voce disse é a pura verdade...dá uma raiva....mas nao liga nao...faz assim, o que voce ler e achar que dá, tudo bem...o resto exclui.....seus trabalhos sao lindos....parabens...beijos

Álbum da Artesã disse...

Miriam, podes crer, estou apoiando-te em gênero, número e grau.
Tu és uma criadora de peças espetaculares que as revistas especializadas publicam e respeitam.
Procure não ficar tão chateada com as pessoas que não sabem disso - ignorância a gente perdoa né?
Tenho certeza que com o tempo elas vão aprender a dar valor a pessoas como tu que é uma artista no que fazes e lhes dá aula grátis.
Tá bom, talvez demore né?
Mas tem pessoas que te admiram e vem apreciar tuas maravilhosas criações.
Lembra da gente tá?
Muitos jinh♥s pra ti e muiiiito obrigada pelos teus posts maravilhosos

Com amor Cinthia http://cinthiafattoamano.blogspot.com/ disse...

Infelizmente Miriam, algumas pessoas são assim mesmo, incapazes de sentir gratidão e de ter educação!
Eu seleciono para quem envio receitas e se envio, tenho que sentir prazer e não obrigação!
Mas continue com esse trabalho maravilhoso que faz pois sou muito fã!!!
Beijos no seu coração,
Cinthia
www.cinthiafattoamano.blogspot.com.br

Nilda Biagio disse...

Olá Miriam
Vc tem todo meu apoio...parece que as pessoas estão esquecendo de ser educadas!!
Bj
Nilda

Marlene Pires disse...

Oi Mirian o seu talento é um tesouro, que pena que existam pessoas que dão o devido valor. Isso é lamentável...mas lembre-se que tb fizeram isso com Jesus, quantos milagres Ele fez e quantos voltaram pra agradecer ou que propagaram o feito??
Fique atenta às pessoas que te rodeiam, que realmente te dão o devido valor...o resto é resto e não merece sua atenção.
Seus trabalhos são maravilhosos!!!
bjos e fique com Deus,
Marlene

Izy disse...

Mirian não fique triste, como disse a amiga Cristina Vilela e voce mesmo em seu desabafo, seja mais seletiva. Infelizmente as pessoas tem pedido para que voce tome essa atitude. Voce sabe que seus trabalhos são lindos e que voce em talento... Um bj grande em seu coração. Voce é ESPECIAL, nunca se esqueça disso...

Izy

http://izy-artecriativa.blogspot.com.br/

Carine disse...

Oi Miriam, vim aqui para deixar meu e-mail pra você: canappfossatti@hotmail.com, esqueci ontem, mas, após ler seu post me senti um pouco intrusa, se você não quiser passar tudo bem, vou entender! Beijos

S.Lumiar disse...

Concordo com você até porque só quem faz sabe dar o valor a cada peça pronta, temos que combater esse tipo de falta de educação. Mas aproveitando a oportunidade gostaria já de agradecer e pedir a receita do lencinho de pescoço ficou de uma delicadeza obrigada amiga meu e-mail é socrisna@yahoo.com.br fique na PAZ, bjs

tricotando com a Dinha disse...

Olá querida,
Concordo com td q as meninas comentaram...dá muita raiva mesmo,injustiça e ingratidão dói tanto né?mas deixa pra lá enquanto muitos levam a vida copiando Deus da capacidade a pessoas como vc de criar.
Fica com Deus e continue na luta!!
Bjsss

leninha disse...

Oi,querida ,obrigada por me visitar.Lembra dos dez leprosos que foram procurar Jesus e foram curados por ELE?Então,só um voltou e agradeceu.Continue fazendo o que faz porque você é muito talentosa,não deixe que pessoas mal agradecidas deixe você triste.Fique com Deus querida.

Tânia disse...

Oi, Miriam!
Concordo com você em todas as suas palavras. Todo mundo quer, mas dar antes está cada vez mais difícil. Pena que coisas tão simples como usar a educação e o bom senso que são capazes de construir castelos e fazer gigantescas diferenças estão desaparecendo, não é! Cada era da história tem um nome... Qual será a desta que estamos passando?
Querida, não liga não. Mas fazer o que vc falou, servirá de uma ótima lição. Vc tem meu apoio.
Um anorme beijo pra você.
Tânia - teardesonhosbytania.blogspot.com

Sandra Louzada disse...

Olá Miriam!
Concordo contigo, realmente tem muita gente que esquece as palavras mágicas, mas gente sem educação e sem bom senso.
Eu visito os blogs de tricot e compartilho os links, deixo recados sim, e acho também que no mínimo um pouco de educação deve ser exigida das pessoas.
Você é uma artista, e sensível como todo artista.
Agradeço gentilmente todas as vezes que nos falamos e isso vale para sempre.
Um beijo grande!
E ótimo Tricots por ai!
Sandrinha-Brasília

Regina Helena disse...

Bom dia Miriam
Concordo com voce e com a Leninha, acima. Admiro muito seu trabalho e sua arte e agradeço muito por voce compartilhar conosco. Um abraço e continue nos presenteando com a sua criatividade, bj
Regina Helena

Grace disse...

Oi Miriam,
Não se aboreça pela falta de educação alheia.
Crie arquivos com qas suas receitas no google docs e coloque o link.
Quem quiser baixar é só acessar o link.
Evita dor de cabeça e amolação.
Se precisar de ajuda de como fazer isso é só me escrever.
Estou com saudades,viu!
Bjs

areiasdejade disse...

Miriam a educação mudou muito, ou melhor a educação de berço não existe mais. A partir dos anos 60 "liberdade, paz e amor", o povo passou a entender que liberdade é fazer "tudo que quiser", ou seja não conseguem mais distiguir o que é liberdade e libertinagem, para dizer a verdade algumas palavras são desconhecidas para estas pessoas; se você perguntar o que é libertinagem, brio, hombridade, educação de berço, vergonha na cara, tenho certeza que não saberão responder. Os pais de hoje acreditam que a escola é que deve se responsabilizar por TODA educação dos seus filhos e alem disso acreditam que devem deixar os filhos fazerem tudo que quiserem sem restrições, sem limites.
Estava eu no consultório do dentista que divide a sala de espera com um psicólogo Chegou uma senhora com o filho de aproximadamente 7 anos disse que o filho tinha comportamento estranho portanto ia ao psicologo; saiu logo e disse que o menino não tinha nada; uma pessoa falou para o menino:
Você não tem nada, e é um rapazinho muito bonito!
O menino resdponde:
"E você é uma mulher muito feia!"
Todos ficaram pasmos, pois a mãe nada fez nem disse nada, e quando foi embora comentaram: "É a mãe quem precisa de pisicólogo, pois não sabe corrigir e educar o filho".
Presenciei tambem na clínica onde faço fisioterapia o seguinte: uma mulher chegou com seu filho pequeno aproiximadamente 6 anos e o garoto se dirigiu ao banheiro; mas estava ocupado; começou a bater violentamente na porta e a gritar " anda logo sai daí, eu quero entrar"; e ficou batento e gritando sem que a mãe fizesse nada, até que uma velhinha saiu toda constrangida do banheiro. Por que a mãe não disse uma palavra, não explicou para a criança que êle deveria aguardar, não aproveitou a oportunidade para educar, não entendo! A sociedade está doente só pode.
Nas duas situações não se tratava de gente humilde não, eram classe média, mas tenho notado que em todas as classes o comportamento é o mesmo; quem manda é a criança, e quando cresce vira êsse tipo que agora você está tendo que aturar. A única saída é ignorar êste tipo de gente.
Lamento por você!
Bjs
Nely

gosto pelas artes disse...

OH! AMIGA FICA TRISTE NÃO AS PESSOAS SÃO EGOISTAS DE NATUREZA OU ENTÃO ACABAM APRENDENDO A SER POIS O MUNDO ANDA MEIO LOUCO, SE VC É GENTIL TE ACHAM BOBO SE VC É MAL EDUCADO TE ACHAM GROSSO E AS VEZES É SÓ A PRESSA MESMO, NO MEU ACONTECE A MESMA COISA EU FICO PENSANDO IGUAL VC TBM, MAIS ACABO DEIXANDO DE LADO PORQUE A GENTE QUE É DO TEMPO DO POR FAVOR E DO MUITO OBRIGADA SOFREMOS MUITO POR ISSO, O QUE IMPORTA É QUE VC É UMA PESSOA DO BEM E NÃO VAI DEIXAR DE SER POR CAUSA DESSES POUCOS ¨APRESSADINHOS!¨ SUAS CRIAÇÕES SÃO LINDAS PARABENS QUE DEUS CONTINUE TE ABENÇOANDO E PROTEGENDO BJS MIL.

Ana Nene disse...

Miriam, sinto muito pelo que sentiu no momento de seu desabafo. Ingratidão é tudo de desanimador.
Eu não conhecia seu blog, mas confesso que estou encantada pela sua criatividade e simpatia.
Desejo tudo de bom e muito perdão aos ingratos.
Levante a cabeça, menina e siga em frente!
Tem mais Deus pra dar...
Ana,

Irani Sanchez disse...

Adorei seus trabalhos e sempre que posso dou uma espinhadinha nessas maravilhas criadas po você. Amo trico e como sou professora essas ideias me desafiam. Sei o que deves sentir em relação as pessoas que não reconhecem o seu trabalho pois nós professoras também não temos nosso trabalho reconhecido mnas conmtinuamos na luta,
Ainda quero aprender a fazer o seu poncho veremlho.abraços
Irani